Base do Corinthians perde espaço em decisões após chegada de reforços | OneFootball

Base do Corinthians perde espaço em decisões após chegada de reforços

Logo: Meu Timão

Meu Timão

A base do Corinthians foi de salvação do clube na tentativa de se manter em várias frentes na temporada a mera coadjuvante na série recente de decisões da equipe alvinegra. O retorno dos lesionados, a chegada de reforços e a ideia de que era necessário uma qualificação maior para encarar Flamengo e Palmeiras parecem ser a explicação para isso.

Contra o Palmeiras, no sábado, apenas dois atletas formados na base do Corinthians entraram em campo como titulares: o lateral-esquerdo Lucas Piton e o volante Du Queiroz. No segundo tempo, entraram Roni e Adson, aumentando a contribuição da garotada alvinegra.

Diante do Flamengo, na mesma Neo Química Arena, uma semana antes, Piton, Du e Adson foram os titulares utilizados. Roni e Giovane entraram no segundo tempo - Fagner, já experiente, fechava o número de atletas do Terrão em campo.

O número é relevante, mas não chega perto do que já foi, principalmente entre maio e julho. Sem conseguir recuperar vários jogadores lesionados, impossibilitado de contratar porque a janela estava fechada e precisando dar uma resposta rápida, Vítor Pereira acionou a base.

Contra o Santos, na Copa do Brasil, esse número chegou ao seu ápice. Dos 16 jogadores utilizados na goleada por 4 a 0, talvez o melhor jogo do time sob o seu comando, 12 saíram das categorias de base. Ainda que se retire Fagner e Willian da conta, uma dezena de atletas formados em casa estavam em campo naquele momento importante do ano.

Vale lembrar que nomes como João Victor e Gustavo Mantuan, que engrossavam essa lista, foram negociados e não fazem mais parte do elenco. No ataque, Adson e Giovane ganharam a concorrência de Yuri Alberto, Ramiro e, provavelmente, Mateus Vital.

Roni, Xavier e Du agora têm Fausto Vera no meio, enquanto Raul e Robert dividem espaço com Méndez e Balbuena. Reforços aumentam o leque de opções, mas podem acabar tirando da garotada o tempo de jogo necessário para se desenvolver.

Notícias relacionadas

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo