Barça esquece Atléti entre 'top-times' e tenta barrar saída de Suárez

Logo: OneFootball

OneFootball

Leo Urnauer

Imagem do artigo: Barça esquece Atléti entre 'top-times' e tenta barrar saída de Suárez

Acredite, se quiser.

Ontem, parecia certo que Luis Suárez iria vestir a camisa do Atlético de Madrid na próxima temporada.

Nesta terça (22), porém, o caso teve uma reviravolta e por um motivo bem inusitado.

Nas últimas semanas, Barcelona e Luis Suárez chegaram a um acordo para um rescisão amigável.

Suárez abriria mão de seu último ano de salário e o Barça liberaria “de graça” o jogador. A condição imposta pelo clube era de que o uruguaio não poderia assinar com um dos “top times” da Europa.

Até aí, tudo bem. O curioso é que, segundo o jornalista espanhol Gerard Romero, o Atlético de Madrid não estava nessa lista imposta pela diretoria culé. 

Ao saber disso, o presidente do Barcelona, Josep Bartomeu se recusou a assinar a rescisão e disse que só irá liberar Suárez mediante a uma compensação financeira.

O camisa 9 está acertado com os Colchoneros em um contrato de dois anos.

O jogador se mostra otimista para um desfecho positivo do caso. A imprensa espanhola diz que uma reunião hoje deve sacramentar o futuro de Suárez.


😬 Suposta fraude em passaporte italiano

O uruguaio poderia estar envolvido em uma suposta fraude para obtenção de seu passaporte italiano.

O documento era requerido pela Juventus, que desejava contratar o jogador para a próxima temporada.

A informação foi dada hoje por vários veículos esportivos de renome na Europa como a Gazzetta dello Sport, o Marca e o Mundo Deportivo. 

Segundo eles, as autoridades italianas suspeitam que houveram irregularidades no teste de proficiência em italiano feito por Suárez na Universidade de Perugia. O jogador teria recebido as respostas antes da prova.

Em nota, o Ministério Público da Itália disse que Suárez demonstrou ter conhecimento elementar do idioma, em cursos à distância (EAD).


Foto de destaque: Giuseppe Cacace/AFP via Getty Images