Atletas latinos no Top 10 dos mais caros na atual janela de transferências

Logo: Futebol Latino

Futebol Latino

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Ffutebolatino.lance.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2021%2F06%2Fatletas-latinos-no-top-10-dos-mais-caros-na-janela-de-transferencias-Futebol-Latino-15-06.jpg&q=25&w=1080

É fato que a atual janela de transferências, especialmente no continente europeu, ainda pode render novas movimentações milionárias, especialmente após o fim das competições continentais entre seleções de maior visibilidade como a Copa América e a Eurocopa.

Todavia, segundo levantamento feito pelo jornalista Rafael Reis em seu blog no portal Uol, a atual rede de transações já movimentou a bagatela de 702 milhões de euros (equivalente, na atual cotação, a cerca de R$ 4,3 bilhões) onde três jogadores provenientes do futebol latino colaboraram para essa quantia.

Quem aparece em primeiro lugar pensando somente entre os latinos é o atacante argentino Emiliano Buendía. Cría da base do Real Madrid que atuou pelas últimas três temporadas no Norwich City, o atleta de 24 anos de idade se tornou reforço do Aston Villa por 38,4 milhões de euros (R$ 236 milhões).

Tanto o segundo como o terceiro no recorte em questão são brasileiros. Enquanto Gerson foi negociado pelo Flamengo com o Olympique de Marselha por 25 milhões de euros (R$ 153,6 milhões), o meia Pedrinho, ex-Corinthians, foi vendido pelo Benfica para os ucranianos do Shakhtar Donetsk por 18 milhões de euros,. Valor esse que, no atual câmbio, representa R$ 110,6 milhões.

Em caráter geral, até o momento, a maior transação da janela de transferências segue sendo a venda do zagueiro francês Upamecano por parte do RB Leipzig ao Bayern de Munique. A negociação custou ao clube bávaro 42,5 milhões de euros (R$ 261,2 milhões).

Saiba mais sobre o veículo