Atalanta aproveitou letargia do Liverpool e, com dois centro de Papu Gómez, venceu em Anfield

Logo: Trivela

Trivela

Imagem do artigo: Atalanta aproveitou letargia do Liverpool e, com dois centro de Papu Gómez, venceu em Anfield

Os times que subiram ao campo de Anfield, nesta quarta-feira, tinham desejos diferentes. O Liverpool queria que o jogo terminasse o mais rápido possível. A Atalanta queria de fato jogar bola. Não por acaso, foi quem acabou vencendo a quarta rodada da fase de grupos da Champions League, por 2 a 0, com dois cruzamentos de seu craque, Papu Gómez, para gols de Josip Ilicic e Robin Gosens.

A Atalanta havia ficado engasgada pela maneira como foi goleada em Bergamo e precisava da vitória para se recuperar no grupo. Agora, passados os dois jogos contra o Liverpool, está empatado em pontos com o Ajax, mas em melhor situação, porque ainda enfrenta o Midjtylland enquanto os holandeses terão que visitar Anfield antes do confronto direto da última rodada, em Amsterdã.

O Liverpool está 100% em modo administração, ainda mais na Champions League e após ganhar as três primeiras partidas. Klopp tem lidado com muitos desfalques, e não quis arriscar ter mais alguns. Rodou o elenco mais uma vez. Rhys Williams foi titular na zaga, apesar do retorno de Fabinho. Neco Williams começou na lateral direita, deslocando James Milner ao meio-campo, e Divock Origi comandou o ataque.

Comandar o ataque é maneira de dizer porque não houve ataque enquanto Origi esteve em campo. Não tanto por culpa dele, embora não tenha jogado bem. O Liverpool simplesmente não produziu. O primeiro chute aconteceu no fim do primeiro tempo, uma batida para fora de Salah. A Atalanta, sendo sincero, não fez muito melhor. Mas foi quem atuou no campo de ataque, trocou mais passes, buscou o jogo. Exigiu uma boa defesa de Alisson e soltou um par de chutes que passaram perto.

Houve um singelo sinal de vida dos donos da casa depois do intervalo, mas a Atalanta rapidamente resolveu o jogo. Aos 15 minutos, Papu Gómez cruzou fechado da esquerda, e Josip Ilicic completou para abrir o placar. Klopp já preparava quatro substituições de uma vez, novamente na marca de uma hora de bola rolando, como fez nos jogos anteriores. Diogo Jota, Fabinho, Andrew Robertson e Firmino entraram logo depois do gol.

No entanto, a Atalanta voltaria a marcar, em jogada muito parecida. Depois de trocar passes pela esquerda, Gómez cruzou novamente à segunda trave. Dessa vez, Hateboer ganhou pelo alto e ajeitou para Robin Gosens bater de primeira. De ala para ala, os italianos abriram 2 a 0.

O Liverpool deu uma reagida. Apertou o passo, aumentou a intensidade, tinha mais titulares em campo, mas também não conseguiu criar chances muito claras. Eventualmente, conseguiu o que queria: o jogo acabou.

.

.

.