As convergências cada vez mais sólidas entre as apostas esportivas e o futebol brasileiro

Logo: Gazeta Esportiva.com

Gazeta Esportiva.com

Os torcedores e os meios são quem mais desfrutam do show do futebol. Para a alegria de muitos torcedores nos últimos anos cresceu um mercado que também se alimenta deste esporte tão popular no mundo e que tem as casas de apostas esportivas como principais atores. É deste mercado que se geram expectativas, baseadas em dados, análises e tendências que enriquecem as sensações. Neste caso, para a Copa América 2021, que teve como sagrada campeã a seleção Argentina, já para o começo do campeonato, as expectativas apontavam os 4 favoritos que poderiam ser campeões. Em ordem decrescente, eram estes: Brasil, Argentina, Colômbia e Uruguai. Estas expectativas estavam muito acordes aos palpites dos torcedores. Atualmente 19 times da série A do brasileirão já possuem como patrocinadores casas de apostas online.

A Betfair, que está presente com clubes europeus há anos, entrou forte no mercado sul-americano em 2019, e passou a patrocinar as duas maiores competições de futebol do continente: CONMEBOL Libertadores e CONMEBOL Sul-Americana. Também são conhecidas no mercado Brasileiro casas como Bet365, Betano, NetBet, e muitas outras.

Dez curiosidades na história da seleção brasileira

  • Pelé talvez seja o jogador mais conhecido do Brasil. Cafú jogou o maior número de partidas junto à seleção. Ele esteve em 20 partidas pela copas do mundo. Jogou em 4 copas: 1994, 1998, 2002 ( onde o Brasil se sagrou pentacampeão e Cafú foi um dos melhores) e 2006.
  •  O Brasil foi campeão da Copa cinco vezes. Em duas edições, nas Copas do mundo de 1970 e 2002, o Brasil saiu invicto em todos os jogos. Não perdeu nenhuma partida nas duas competições.
  • Até a Copa do mundo de 1950, a seleção que hoje chamamos “canarinho” usaba como uniforme oficial uma camiseta branca e azul com calção azul. Em 1950 o Brasil foi derrtoado pelo Urugua e o Jornal Correio da Manhã decidiu fazer um concurso para modificar esse uniforme. Aldyr Schele, um desenhista gaúcho, foi ganhador propondo a conhecida camiseta amarela e manteve o calção azul.  A estréia deste novo uniforme se deu na Copa de 1954 na Suíça
  • Pelé foi o jogador mais novo a marcar um gol em copa do mundo em 1958 então com 17 anos e alguns dias, durante a copa da Suécia.
  • Em 1934 o Brasil teve um péssimo desempenho na Copa do Mundo. Gogou apenas uma partida com a Espanha e perdeu de 3 a 1. Foi o pior colocado no ranking nesse evento esportivo.
  • Os maiores artilheiros na história das copas são o nosso Ronaldo e o alemão Miroslav Klose. Eles compartilham o fato de serem os melhores da história das Copas,com 15 gols marcados
  •  A primeira Copa com números destacados nas camisetas dos jogadores foi a de 1950, no Brasil. A camiseta número 10, que virou um ícone do futebol somente apareceu oito anos depois, vestida por Pelé, em 1958, na Suécia.
  • Até a Copa de 1994 havia mais de um capitão na seleção. Naquela competição havia três capitães: Dunga, Jorginho e Raí.
  • Em dois campeonatos Sul-Americanos foi determinado pelo presidente que a CBD não convocasse jogadores negros.Em 1921 por pedido de Epitácio Pessoa e em 1925, por pedido de Arthur Bernardes
  • Em 1950, o estádio do Maracanã abrigou 199.854 torcedores. durante a decisão entre Brasil e Uruguai, a maior assistência da história.
Saiba mais sobre o veículo