Arthur Elias fala sobre momento do futebol feminino e elogia trabalho do Corinthians na modalidade | OneFootball

Icon: Meu Timão

Meu Timão

·27 de setembro de 2022

Arthur Elias fala sobre momento do futebol feminino e elogia trabalho do Corinthians na modalidade

Imagem do artigo:Arthur Elias fala sobre momento do futebol feminino e elogia trabalho do Corinthians na modalidade

O Corinthians conquistou o tetracampeonato do Brasileirão Feminino no último sábado sob o comando de Arthur Elias. O treinador, que fez parte de todas as conquistas da equipe, falou sobre o momento atual que o futebol feminino vem passando e também das dificuldades no processo de montagem do elenco, além de elogiar o trabalho de Duilio Monteiro Alves e Cris Gambaré.

“Eu não acho, tenho certeza que a gente (futebol feminino) vive um momento melhor, um momento ainda de crescimento. Eu tenho que o futebol feminino vai evoluir muito ainda, ou seja, o futebol feminino começou a ter mais estrutura nos clubes tradicionais do futebol, não só aqui no Brasil, mas no mundo inteiro. Se você pegar a Europa, os clubes recentes, isso faz cinco anos que começou, os clubes de camisa da Europa, os grandes clubes mundiais, darem mais estrutura, oportunidade para as mulheres no futebol", iniciou o técnico em entrevista ao Bem Amigos, na BandSports, nesta segunda-feira.

"O crescimento é muito rápido, muito nítido, porque quando você não tinha muitas condições, você cresce rápido quando se passa a ter condição. O jogo melhora, o público se faz presente, a audiência cresce, a receita começa a entrar. Então, estamos participando de um desenvolvimento que ele vai ainda ter anos e anos de crescimento. Aí até aonde vai chegar, a gente não sabe, mas o futebol das mulheres já está consolidado em boa parte do mundo do futebol. Ainda temos o Estados Unidos como o país tradicional do futebol feminino, o Canadá que é um país que não é tão forte no masculino, mas que já é tradicional no feminino", prosseguiu.

"Os países asiáticos também vem investindo, ou seja, aqui no Brasil começamos tardiamente, mas é bonito de ver o Campeonato Brasileiro da Série A1, com clubes grandes, de camisa, com o torcedor presentes, com condições melhores. Com certeza é um momento que a gente fica muito contente, mas não podemos ficar satisfeitos. A gente precisa saber os pontos que podemos melhorar e trabalhar juntos, para que o futebol das mulheres impacte e conquiste cada vez mais torcedores”, completou o comandante.

O Timão é um dos clubes que mais investem no futebol feminino. A equipe alvinegra vem se mantendo no topo durante os últimos anos e lutando sempre pela valorização da modalidade no Brasil. Recentemente, algumas jogadoras comentaram sobre a premiação recebida para o time vencedor do Campeonato Brasileiro e pediram que fossem mais valorizadas.

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) acabou aumentando o prêmio dois dias antes da final, chegando em uma premiação recorde, no valor de R$ 1 milhão. O treinador Arthur Elias comentou sobre as dificuldades na montagem do elenco, mesmo sem saber o quanto a equipe irá receber na temporada.

“Não digo só em relação a premiação. Muitas coisas a gente precisa melhorar ainda, para que os clubes consigam se organizar melhor, as receitas que vão ser ibéricas, as possibilidades de novas receitas também. A gente está falando de um desenvolvimento sustentável, porque a gente busca. Não dá pro futebol feminino ficar sendo visto como algo que os clubes estão fazendo favor para essas mulheres, pelo contrário, as mulheres consomem futebol há muitos anos, elas vão nos estádio, consomem produtos de futebol, dão audiência, que é o que patrocina boa parte dos clubes, uma receita muito importante que é a de TV, as mulheres estão assistindo. Então elas já dão muito receita para o futebol de modo geral, o futebol masculino. O futebol feminino, obviamente, precisa de receitas próprias, isso está acontecendo", disse o técnico.

"A premiação em si, ela não é um impacto tão grande no orçamento dos clubes que brigam pela primeira colocação. Tanto é que, o Corinthians toma essa decisão há vários anos, 100% do prêmio vai para o grupo de atletas, comissão técnica, estafe. Então não é algo assim, que entra tão forte no planejamento, o que entra mesmo são os patrocínios. Esse ano foi muito interessante a receita, a renda de público. O Corinthians cobrou todos os jogos e o público compareceu. Agradecer a Invasão Por Elas, movimento da torcida corinthiana, que possibilitou uma renda de 900 mil e outras rendas, de outros jogos também", continuou.

"Então a premiação em si, a gente quando cobra alguma coisa, quando fala, não estou falando por mim, estou falando de alguém que conhece o futebol feminino há muitos anos e também que defende o trabalho dos clubes, do desenvolvimento que está sendo feito. Se você pegar o Corinthians de quando eu entrei, em 2016, o Corinthians investia 500 mil numa parceira com o Audax. O Audax 500 mil, o Corinthians mais 500 mil, mais ou menos isso, não me lembro exatamente. Agora, o clube ta investindo 25 vezes mais, por aí, não sei, mas não é menos que isso. Então foi um crescimento muito grande no que o clube investiu, nesses seis, sete anos", complementou.

O treinador ainda fez questão de valorizar o trabalho que é feito dentro do Corinthians. Arthur Elias elogiou o presidente Duilio Monteiro Alves e a diretora da modalidade Cris Gambaré. Inclusive, ambos valorizaram o aumento da premiação do Campeonato Brasileiro.

"Então, todo mundo precisa acompanhar isso para que a modalidade siga se desenvolvendo. Acho que quando a gente cobra e coloca algumas situações, é porque o nosso lado do clube tá fazendo, eu como treinador do Corinthians, defendo muito o clube que eu estou, pois eu sei o esforço que é feito. O Duilio, não só a Cris, que é fantástica, que conhece o clube, vive no Corinthians a vida inteira, conhece todo mundo, uma gestões incrível, conhece a realidade do futebol feminino, as meninas, as jovens. Estamos abrindo a categoria de base até para meninas de 11 anos, 12 anos. São meninas que estão começando no futebol, tendo essa oportunidade de vestir a camisa do Corinthians", prosseguiu.

"A gente fica muito feliz com todo esse trabalho que está sendo feito e a Cris é fundamental nesse processo. O Duilio como presidente, assim como foi o Andrés, apoiando e investindo. Entendendo que o clube em alguns momentos, vai ter um déficit, mas ele é compensado pelo o que o nosso time de futebol feminino representa, o tanto de dinheiro indireto entra, porque você está estimulando as mulheres no futebol", disse o treinador.

O comandante do Timão falou também do processo de contratação de novas jogadoras. O treinador indicou que o foco dele são atletas jovens e que possam ajudar o Corinthians por vários anos. Arthur Elias destacou a utilização da base e que é sempre muito criterioso em suas decisões.

"Então, alguns anos tomando esse certo prejuízo, mas que agora em diante vai se pagar. Não digo dar lucro, porque não é a função, mas a gente precisa reforçar elenco, as contratações. Eu faço com muito critério, porque a partir do momento que a gente ganha os títulos, o que precisamos fazer primeiro é valorizar nossas jogadoras, valorizar quem ganhou, isso é importante, só depois disso contratar com critério e o mercado tá ficando cada vez mais difícil. Então a gente vai atrás de muitas jogadoras jovens, que que entendo que tem muito potencial e anos para desenvolver no clube. Uma ou outra jogadora que já era esperado que trouxemos da Europa, que são jogadoras que estavam no mercado europeu e que a gente já sabia que chegariam no meio do ano. Foram três jogadoras, a Luana que é nível de Seleção Brasileira, a Vic que retornou e a Gabi Morais que nos ajudou bastante no mata-mata", analisou.

"Não temos muita quantidade, nesse ano consegui usar a base pela primeira vez, foi muito legal, não estão totalmente preparadas ainda, vai demorar um pouquinho esse processo, mas já queimaram etapa, corresponderam super bem , foi fantástico os jogos que elas jogaram. Então, acho que é um processo todo, com muito critério, não só por mim, mas pela gestão da Cris e pela gestão do Duilio que organizou muito bem o clube. Então, estamos no caminho correto pra, mesmo diante dessa dificuldade de adversários crescendo, a gente poder disputar todos os títulos e honrar esse clube que é gigante”, finalizou.

Notícias relacionadas

Saiba mais sobre o veículo