Após vitória, Daniel Alves diz que Brasil precisa ‘caprichar um pouco mais’

Logo: Esporte News Mundo

Esporte News Mundo

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fesportenewsmundo.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2021%2F07%2F51348319730_c50c230dc3_o-scaled.jpg&q=25&w=1080

O Brasil continua vivo em busca do segundo ouro olímpico – e consecutivo – da história da amarelinha no futebol masculino. Isso porquê, a Seleção Brasileira derrotou o Egito por 1 a 0, na manhã desse sábado (31), e se classificou para a semifinal da competição. Após o duelo, ainda na beira do gramado, o capitão Daniel Alves comentou sobre o jogo.

Leia mais sobre as Olimpíadas de Tóquio

– Poderia ter sido mais largo, poderíamos ter caprichado um pouco mais. Mas enfim, não existe jogo fácil, sempre tem que trabalhar muito nesses jogos. As equipes tem evoluído muito, tem criado dificuldade. Mas eu acho que em nenhum momento o jogo perigou. As ocasiões claras foram todas nossas. Acho que o placar acabou sendo um pouco injusto, por tudo que a gente criou. Mas precisamos caprichar um pouco mais – disse Daniel Alves.

Classificados para a semifinal, Daniel Alves e a Seleção Brasileira estão a dois passos dos ouro olímpico. O capitão brasileiro fala que o Brasil precisa “melhorar” para a próxima fase. Na mesma resposta, o lateral voltou a pedir um “capricho” maior na hora de finalizar, para evitar esforços maiores nos finais dos jogos:

– Faltam dois. Cada vez estamos um pouco mais perto. Só que vai passando de fase e você tem que melhorar, tem que ir competindo melhor, tem que estudar bem os adversários. Volto a dizer, temos que caprichar [na hora do chute] um pouquinho mais, se não no final você acaba tendo que fazer um esforço, e quanto menos esforço a gente fizer, melhor vamos estar para a próxima fase.

Daniel Alves destaca o “equilíbrio” e a “solidez defensiva” como um pontos importantes para a Seleção Brasileira conquistar o ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Além disso, o lateral ressalta que o Brasil precisa “ajustar alguns detalhes”:

– O segredo é o equilíbrio, sempre foi. Independente se ganhou mais ou ganhou menos, o equilíbrio na vida é sempre um ponto muito positivo para você poder competir bem, para você poder ser uma equipe sólida. É uma competição tão curta, acho que a solidez defensiva marca muito. Acho que a gente tem que ajustar alguns detalhes, mas a gente tá de parabéns também. Acho que temos que valorizar as pequenas vitórias.

Daniel Alves e a Seleção Brasileira voltam à campo na próxima terça-feira (3), para enfrentar o México, pela semifinal dos Jogos Olímpicos de Tóquio. A partida acontecerá às 5h (horário de Brasília), no Ibaraki Kashima Stadium.

Saiba mais sobre o veículo