Após mais de um ano e meio, Fla-Flu volta a ter torcida; lembre como foi | OneFootball

Após mais de um ano e meio, Fla-Flu volta a ter torcida; lembre como foi

Logo: Jogada10

Jogada10

O clássico Fla-Flu deste sábado (23), às 19h, não será uma decisão, mas já está na história do confronto centenário. O embate no Maracanã será o primeiro com torcida desde a interrupção do futebol no Brasil, em março do ano passado. A última vez que eles mediram forças diante de público foi em 12 de fevereiro de 2020, pela semifinal da Taça Guanabara.

Na ocasião, o Flamengo abriu 3 a 0 com gols de Bruno Henrique, Gabigol e Filipe Luís, mas o Fluminense cresceu no segundo tempo e fez 3 a 2 com Luccas Claro e Evanilson. O Tricolor ainda teve um gol anulado. No final, 3 a 2 para o Flamengo, que avançou à final e depois foi campeão em cima do Boavista. Agora, eles jogam pela 28ª rodada do Brasileirão, no Maracanã, com mando do Tricolor.

O último Fla-Flu com público teve gols de Bruno Henrique e Luccas Claro. Foi em 12 de fevereiro de 2020  – Divulgação

Desde então, Flamengo e Fluminense se enfrentaram outras 9 vezes, com quatro vitórias para o Fla, três para o Tricolor e dois empates. O Flu conquistou a Taça Rio de 2020 em cima do rival, nos pênaltis, mas o Flamengo deu o troco nas decisões do Carioca de 2020 e 2021. Por outro lado, nos três confrontos do Brasileiro, o time das Laranjeiras levou a melhor em duas.

O que mudou nas escalações das equipes desde então?

O Flamengo entrou em campo naquele jogo com Diego Alves; Rafinha, Léo Pereira, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol. No segundo tempo, entraram Diego, Michael e Pedro.

Destes 14, apenas o lateral-direito e o “Coringa” deixaram o time. Na ocasião, o Fla era comandado por Jorge Jesus, que pediu demissão em julho de 2020. Depois, vieram Domènec Torrent e Rogério Ceni. Agora, o treinador é Renato Gaúcho.

Já o Fluminense atuou naquela derrota de 3 a 2 com Muriel; Gilberto, Luccas Claro, Digão e Egídio; Henrique, Yuri e Nenê; Wellington Silva, Marcos Paulo e Evanilson. No segundo tempo, entraram Ganso, Fernando Pacheco e Caio Paulista.

Daquele time, vários já deixaram as Laranjeiras: Digão, Henrique, Yuri, Nenê, Wellignton Silva, Marcos Paulo, Evanilson e Fernando Pacheco. O comandante da época era Odair Hellmann, que pediu para sair em dezembro. Depois dele, vieram Marcão, Roger Machado e agora Marcão novamente.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Mencionados neste artigo
Saiba mais sobre o veículo