Apesar da distância na tabela, o Saint-Étienne fez um clássico parelho e empatou com o Lyon no fim | OneFootball

Apesar da distância na tabela, o Saint-Étienne fez um clássico parelho e empatou com o Lyon no fim

Logo: Trivela

Trivela

O Saint-Étienne experimentou péssimos momentos no clássico contra o Lyon durante os últimos anos. Os Verts sofreram duas derrotas em casa por 5 a 0 desde 2017, enquanto viram os rivais superarem o número total de vitórias no confronto. O empate por 1 a 1 neste domingo não reverte a situação recente, mas pelo menos valeu um pouco de brio aos anfitriões no Estádio Geoffroy Guichard. Mesmo na lanterna da Ligue 1, o ASSE conseguiu arrancar o gol nos acréscimos do segundo tempo e frustrou um pouco os Gones pelo resultado que escapou.

O clássico começou aberto, diferentemente do que a situação na tabela poderia sugerir. E o Saint-Étienne perdeu grande chance de abrir o placar. Após uma boa defesa de Anthony Lopes, Wahbi Khazri pôde completar o rebote com a meta aberta e cabeceou na trave. O tunisiano também teria um tento anulado por impedimento aos 33. Entre as chances dos dois lados, o goleiro Etienne Green começou a se destacar. Foram três ótimas defesas, incluindo uma ótima em cabeçada de Houssem Aouar. O Lyon, crescendo, venceu o goleiro aos 41. Jogando como homem de referência, Lucas Paquetá fez uma ótima parede e acionou Aouar, que passou em velocidade e chutou no cantinho. Antes do intervalo, Xherdan Shaqiri ainda teve outro gol anulado por impedimento.

O Saint-Étienne melhorou no segundo tempo, com mais ferocidade pelo empate. Denis Bouanga já poderia ter feito o primeiro, mas Anthony Lopes salvou o Lyon. O goleiro, contudo, foi expulso aos 29. Em outro lance mano a mano com Bouanga, o arqueiro botou a mão na bola fora da área e recebeu o vermelho direto. Com um jogador a mais, os Verts aumentaram a pressão pelo empate e Lucas Gourna-Douath acertou a trave, antes de Zaydou Youssouf parar no goleiro Julian Pollersbeck. O empate só surgiu nos acréscimos, após um toque de mão de Jason Denayer na área. Khazri assumiu a cobrança e arrancou o empate.

O Lyon estaciona no décimo lugar, com dois empates consecutivos. Os Gones somam 13 pontos, num início de temporada oscilante, mas apenas três pontos abaixo da zona de classificação à Champions. O Saint-Étienne, ainda sem vencer, não deixa a lanterna. São apenas quatro pontos, com cinco derrotas nessas primeiras nove rodadas.

Quem não deu margem ao erro foi o Monaco, que amassou o Bordeaux dentro do Estádio Louis II por 3 a 0. Aurélien Tchouaméni anotou o primeiro, aos 35. Na segunda etapa, Aleksandr Golovin ampliou com um belo toque na saída do goleiro e Wissam Ben Yedder, que tinha dado a assistência para o russo, concluiu o triunfo cobrando pênalti. O Monaco é o sexto, com 14 pontos. O Bordeaux tem apenas sete pontos, duas posições acima da zona de rebaixamento.

Já o Lille emendou a terceira vitória consecutiva, ao derrotar o Olympique de Marseille por 2 a 0 no Estádio Pierre Mauroy. Jonathan David foi o pesadelo dos marselheses, com os dois gols. Os Dogues já eram melhores, até que o tento surgisse aos 28, com o canadense tentando duas vezes até marcar. O LOSC continuou mais perigoso na segunda etapa, com direito a uma bola no travessão, e Cengiz Ünder ainda foi expulso pelo Olympique na reta final. Nos acréscimos, então, Timothy Weah cruzou para Jonathan David fechar a conta. O Lille pega o elevador e aparece no oitavo lugar, com 14 pontos. O Olympique não vence há três rodadas e também tem 14, mas é o quinto pelo saldo de gols.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mencionados neste artigo
Saiba mais sobre o veículo