Análise: brilho coletivo, bola parada letal e goleada marcam reencontro do Palmeiras com Allianz e aumentam chances de título brasileiro | OneFootball

Icon: Gazeta Esportiva.com

Gazeta Esportiva.com

·30 de novembro de 2023

Análise: brilho coletivo, bola parada letal e goleada marcam reencontro do Palmeiras com Allianz e aumentam chances de título brasileiro

Imagem do artigo:Análise: brilho coletivo, bola parada letal e goleada marcam reencontro do Palmeiras com Allianz e aumentam chances de título brasileiro

Por: Victória Romanelli

O Palmeiras goleou o América-MG nesta quarta-feira, por 4 a 0, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em uma noite que quase tudo funcionou bem, a equipe reencontrou sua torcida no Allianz Parque após mais de um mês longe de casa.


Vídeos OneFootball


A última vez que a equipe jogou no local, foi no dia 28 de outubro, contra o Bahia. Com capacidade reduzida por montagem de palco, o estádio recebeu 29.717 torcedores. Quem lá esteve, presenciou uma noite importante para o time na luta pelo 12° título de Campeonato Brasileiro do Verdão. O resultado elástico aproximou ainda mais o clube da conquista.

Nada ganho ainda, obviamente. Isso também foi bem o que os atletas demonstraram dentro de campo. Contra um frágil rival, como encontrou-se o já rebaixado América-MG, o Palmeiras não quis saber de sofrer riscos e seguiu no ataque o tempo todo para ampliar o marcador e garantir o resultado.

Para esse duelo, o Palmeiras tinha alguns importantes desfalques e precisou, dessa vez, abrir mão do esquema de três zagueiros. Naves e Murilo formaram a dupla de zaga, e Marcos Rocha e Piquerez ficaram nas laterais. Rony foi quem ganhou vaga no trio ofensivo. O atacante entrou bem, mas precisou ser substituído no comecinho do primeiro tempo após sofrer um duro choque com Jori e sentir dores no braço.

E o Verdão mostrou estar preparado para lidar com essas mudanças “repentinas” e funcionou muito bem coletivamente. Foi na bola parada que a equipe, comandada por Vitor Castanheira, auxiliar de Abel Ferreira, teve grande trunfo. Foi assim que saíram os primeiro, segundo e quarto gols.

No primeiro, Raphael Veiga, dos principais nomes nesse fundamento, mandou na área, a bola rebateu e sobrou para Endrick estufar a rede. No segundo, o camisa 23, de novo, levantou na área e Éder mandou contra. López fez o terceiro depois de cruzamento de Piquerez e o quarto após ajeitada de Jailson em cobrança de escanteio de Veiga.

Endrick, aliás, também precisou sair de campo, já aos 34 do segundo tempo por dores na perna. O jovem de 17 anos teve uma noite brilhante e foi coroado antes de mostrar tudo que estava por vir, no início.

Com alguma chance de ser campeão na próxima rodada, o Palmeiras recebe o Fluminense, às 16 horas (de Brasília), no domingo, pela 37ª rodada do Brasileirão. O Verdão é líder com 66 pontos. Em seguida, na vice-liderança vem o Botafogo, com 63, empatado com Atlético-MG e Flamengo.

Saiba mais sobre o veículo