Ainda sem contar com investimento feito em reforços, Corinthians apresenta novo superávit | OneFootball

Ainda sem contar com investimento feito em reforços, Corinthians apresenta novo superávit

Logo: Gazeta Esportiva.com

Gazeta Esportiva.com

O Corinthians divulgou nesta sexta-feira o balanço financeiro referente aos oito primeiros meses da gestão do presidente Duilio Monteiro Alves. Ainda sem contar com o investimento feito em reforços, o documento revelou um superávit de R$ 1,841 milhão. Em junho, o clube divulgou um superávit de R$ 392 mil.

O balancete do Timão não considerou nenhum investimento aquisitivo em atletas de 2021. Os gastos com os salários de Willian, Renato Augusto, Róger Guedes e Giuliano não foram integralmente contabilizados, já que apenas Giuliano e Renato Augusto já faziam parte da folha salarial.

O documento aponta para um superávit no departamento de futebol (R$ 18 milhões), junto ao aumento de receita contabilizando cotas de televisão, patrocínios e premiações em mais de R$ 45 milhões.

O Timão também apresentou um aumento em receitas advindas de patrocínios, fechando com R$ 69,2 milhões. Ao mesmo tempo em que houve uma queda nas receitas com repasses de direitos federativos.

O clube social, aliado aos esportes amadores, voltaram a ser o ponto negativo, com um déficit de R$ 16 milhões. Mas, em junho, o balancete apresentou um prejuízo de R$ 33 milhões no mesmo setor.

Outro ponto a destacar em relação a corte de custos está relacionado a “despesas administrativas e gerais”. Se em 2020, foram R$ 78,5 milhões, na conta dos oito primeiros meses de 2021, o valor ficou em R$ 9,6 milhões.

Dentro de campo, o Corinthians é sexto colocado no Brasileiro e busca confirmar uma vaga para a próxima edição da Libertadores. A equipe entra em campo na próxima segunda-feira, às 20 horas (de Brasília), para o Majestoso disputado no Morumbi.

Mencionados neste artigo
Saiba mais sobre o veículo