Adversário do Corinthians é lanterna no Paraguai, mas defesa tem que ficar atenta

Logo: Stats Perform

Stats Perform

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fimages.performgroup.com%2Fdi%2Flibrary%2Fdazneditorialimages%2F63%2Fff%2Fkelito-sudamericana-paraguay-09-02-20_kelito_sudamericana_paraguay_09_02_20_1acnt95f9cijp1whlp1cywc5t5.jpg%3Ft%3D-8118344&q=25&w=1080

O Corinthians estreia na Copa Sul-Americana nesta quinta-feira (22), às 21h30 (de Brasília), contra o River Plate, do Paraguai. O time homônimo do gigante argentino é um clube bastante modesto, que luta na tabela do Campeonato Paraguaio, mas que pode dar trabalho ao Timão. 

Diferente do River Plate argentino, o Kelito, como é conhecido o primeiro adversário do Corinthians na Sul-Americana, não tem uma história vitoriosa. O clube de bairro não tem nenhum título de primeira divisão em seus 110 anos de história e teve seu primeiro confronto internacional apenas no ano passado.

Depois de viver seu pior momento ao chegar na quarta divisão paraguaia em 2007, o time hoje voltou à elite, mas é o lanterna do campeonato nacional. Em 12 jogos, o Kalito tem apenas uma vitória, além de três empates e oito derrotas, que renderam troca no comando - Celso Ayala vai fazer sua reestreia contra o Timão.

Apesar de se tratar de um adversário inferior e que vive má fase do adversário, o Corinthians precisa ficar atento em alguns pontos que podem levar dificuldades principalmente à sua defesa. O River não tenta jogar com característica que não tem e, sabendo de suas limitações, não enrolam com a bola. 

As jogadas do River costumam começar nos lados do campo, sendo a principal delas o cruzamento na área - é o time que mais cruzou no Campeonato Paraguaio. O Corinthians, por outro lado, pode sofrer bastante com as bolas levantadas na área, apesar da alta estatura da defesa. 

Além disso, os paraguaios prezam ter superioridade numérica dentro da área. Além dos dois atacantes do 4-4-2, um meia sempre entra na área para dar apoio. Para evitar que o adversário se sinta confortável em campo, o Corinthians precisa dos dois laterais muito atentos em campo, de olho também nos jogadores que se aproximam do setor.

Bolas longas, chutes de longe e contra-ataques também são jogadas do River que podem dar dor de cabeça ao Corinthians que, mais do que nunca, precisa ter uma defesa bastante consistente, ainda mais jogando fora de casa. As perdas de bola no meio, algo bastante recorrente para o Timão, podem ser fatais no estilo de jogo dos paraguaios, que partem para frente assim que recuperam a posse. 

Por outro lado, a defesa do River é bastante lenta, até mesmo os laterais que são fortes no ataque pecam muito na hora de recompor, levando bolas nas costas e dando espaço para o atacante. Assim como o cruzamento na área adversária é forte, a defesa tem problemas quando sofre a jogada, podendo ser uma boa alternativa para o Corinthians. 

Os dois times se encontram pela primeira rodada da Copa Sul-Americana de 2021, no Estádio Defensores del Chaco, no Paraguai. Aqui na Goal você pode acompanhar o tempo real clicando aqui.