Adson analisa Majestoso, fala sobre o gol de empate e explica pedido de Vítor Pereira em sua entrada | OneFootball

Adson analisa Majestoso, fala sobre o gol de empate e explica pedido de Vítor Pereira em sua entrada

Logo: Meu Timão

Meu Timão

Responsável pelo empate do Corinthians com o São Paulo, pela sétima rodada do Brasileirão, Adson passou pela zona mista após o apito final e comentou sobre alguns pontos da partida. Entre eles, o jovem explicou o pedido de Vítor Pereira em sua entrada, sua visão sobre os 90 minutos, seu gol e os treinos de cabeceio.

“A gente sabe que todo mundo do elenco é importante, que vão ter muitos jogos pela frente, e a gente tem que estar sempre preparado. No intervalo, ele pediu para mim já subir no aquecimento, fazer a função que sempre faço, que ele me coloca. Sobre o gol, fiquei feliz de ter acertado uma bela cabeçada, vi que o Jô puxou a marcação e não tinha ninguém ali na entrada do pênalti, fui ali, o Piton acertou um belo cruzamento e muito feliz de ajudar a minha equipe”, declarou o meia.

Depois, assim como Du Queiroz e Willian, o atleta ressaltou o baixo desempenho do Timão no primeiro tempo e a melhora no segundo. O garoto vindo da base alvinegra entrou em campo na volta do intervalo, numa tentativa de Vítor Pereira levar maior movimentação à sua equipe.

A gente estava sofrendo no primeiro tempo, o Vítor Pereira pediu para eu dar um pouco mais de movimento, mais profundidade no meu lado direito, e é o que eu sempre faço, ele pede para eu fazer facão, cruzamento. Como eu falei, a equipe toda melhorou bastante no segundo tempo, todo mundo de parabéns. A gente sabe que não é fácil sair atrás, qualquer time do Campeonato Brasileiro buscar o empate é difícil, e a gente foi feliz. Agora é seguir no campeonato”, disse.

Por falar na reação alvinegra, o gol que proporcionou o empate em Itaquera, saiu de uma cabeçada de Adson após um cruzamento do lateral Lucas Piton. Sobre a ferramenta de jogo utilizada, o camisa 28, que tem 1,71m, pontuou que o bom posicionamento às vezes conta mais do que a altura. Depois, finalizou explicando a liberdade que o treinador português dá ao time para tentar coisas diferentes.

"A gente sempre treina finalização, cruzamento, não é questão de altura, muitas vezes é questão de posicionamento na área. Ali o Piton acertou um belo cruzamento, e eu só pulei para tirar do goleiro e poder fazer o gol”, comentou.

“Ele (Vítor Pereira) dá essa liberdade para a gente, ele pede que a gente pegue a bola e vá para cima, tiro e cruzamento, entrar na área para poder fazer o gol, ele dá essa confiança para a gente, quem subiu agora da base. Fui feliz ali em uma boa jogada individual do Piton e do Júnior, e apareci na área, fiz o que ele pediu, fui feliz de acertar uma bela cabeçada", encerrou.

Notícias relacionadas

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo