ACEESP critica Conmebol por presença de influenciadores no gramado do Maracanã | OneFootball

ACEESP critica Conmebol por presença de influenciadores no gramado do Maracanã

Logo: Central do Timão

Central do Timão

  1. Por Levi Natan / Redação da Central do Timão

Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo, a ACEESP publicou uma carta nesta quinta-feira cobrando da Conmebol sobre a presença de influenciadores digitais no gramado do Estádio do Maracanã, onde ocorreu a partida entre Flamengo 1 x 0 Corinthians na última terça-feira, e culminou com a eliminação alvinegra da Copa Libertadores.

Na ocasião, no gol do Rubro-Negro marcado por Pedro, o influenciador digital e humorista Negrete, que estava com um colete destinado à imprensa, correu junto com o atacante flamenguista para comemorar o tento.

Foto: Reprodução

A entidade de imprensa criticou o fato do influenciador usar o colete destinado aos profissionais de imprensa e cobrou atitudes da Conmebol.

Confira a nota divulgada pela ACEESP:

Temos visto, repetidamente, nos jogos da Copa Conmebol Libertadores, a presença de pessoas no entorno do gramado vestidas com coletes de imprensa da competição como se fossem profissionais trabalhando, e não são. São os chamados torcedores digitais, que, sem temor algum, gravam vídeos abraçando jogadores e comemorando gols, como se estivessem na arquibancada. Ou seja: são torcedores dentro de campo, oficializados pela competição.

A imprensa credenciada (jornalistas, radialistas, fotógrafos, cinegrafistas) segue normas rígidas de comportamento nos estádios, sobretudo os que precisam acessar o campo (os das emissoras detentoras de direitos), não podendo fazer imagens para redes sociais particulares. No entanto, torcedores digitais o fazem e se orgulham de exibir as imagens que deveriam ser de uso exclusivo dos detentores de direitos.

Radialistas, que desde o século passado fazem esse trabalho com profissionalismo e competência, são retirados do entorno do gramado sob o argumento de se “limpar a imagem” do campo; mas é permitida essa nova modalidade de divulgação do evento.

Caso essa nova modalidade de torcedores digitais se estabeleça, sugerimos que ela seja normatizada e os convidados sejam identificados com coletes específicos. Precisamos dessa diferenciação para que esses convidados não sejam confundidos com os profissionais de imprensa credenciados.

Em nome da crônica esportiva brasileira, pedimos providências e aguardamos pronunciamento da Conmebol.”

Veja mais:

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo