Acabou o jejum! 50 anos depois, Atlético vence o Bahia de virada e é bicampeão brasileiro | OneFootball

Acabou o jejum! 50 anos depois, Atlético vence o Bahia de virada e é bicampeão brasileiro

Logo: Jogada10

Jogada10

A espera de 50 anos chegou ao fim: o Atlético é, finalmente, bicampeão brasileiro. Em um jogo muito emocionante, o Galo saiu de um placar desfavorável de 2 a 0, mas reuniu forças para marcar três gols em seis minutos e derrotar por 3 a 2 o Bahia, nesta quinta-feira (2), na Fonte Nova, em Salvador (BA), em jogo adiado da 32ª rodada. Keno foi o herói da vitória histórica, marcando duas vezes. Hulk, de pênalti, fez o outro gol mineiro.

Ao Bahia ainda resta a batalha contra o rebaixamento. Com a derrota, está dentro do Z4, em 17º lugar, com 40 pontos.

Jogadores vão à loucura após o terceiro gol do Atlético sobre o Bahia – Pedro Souza / Atlético

O jogo

O Atlético teve o domínio nos primeiros 15 minutos. Poderia ter aberto o marcador aos 11, quando Keno arriscou de fora da área e exigiu boa defesa de Danilo Fernandes. Seis minutos depois, Keno voltou a assustar os baianos. A partir daí, o Bahia equilibrou a partida, reforçando a marcação sobre Nacho Fernández e Zaracho no meio-campo. O experiente Rodriguinho cresceu no jogo e teve a melhor chance do Bahia, cabeceando com perigo, aos 38.  Aos 40, Nacho ainda obrigou Danilo Fernandes a fazer mais uma defesa difícil.

Segundo tempo

Na etapa final o jogo ficou mais aberto. Com os dois times precisando vencer, diversas chances foram criadas. Aos três, Hulk deu um chute perigoso de fora da área. A resposta veio na jogada seguinte, com Raí assustando Everson. E foi o Bahia que abriu o marcador, aos 16, com Luiz Otávio subindo mais do que a zaga para fazer 1 a 0, de cabeça, após escanteio. O Galo sentiu o golpe e não demorou para tomar o segundo. Em contra-ataque, aos 20, Matheus Bahia cruzou para a conclusão perfeita de Gilberto. O técnico Cuca logo sacou os poucos inspirados Nacho e Vargas e mandou a campo Nathan e Sasha para dar mais movimentação à equipe.

Virada em apenas seis minutos e título na mão

A alteração surtiu efeito e o Atlético teve um pênalti a favor quando Luiz Otávio derrubou Sasha na área. Hulk, aos 26, bateu para diminuir o placar e colocou fogo na partida. No minuto seguinte, veio o empate, com Keno, que recebeu belo passe de Mariano e bateu cruzado, sem chances para Danilo Fernandes. O gol inspirou o atacante, que, aos 32, fez mais um belo gol, chutando da entrada da área para virar o jogo e fechar o placar de um jogo que já faz parte da história atleticana e do futebol brasileiro.

BAHIA 2 x 3 ATLÉTICO Campeonato Brasileiro – 32ª rodada (jogo adiado) Local: Fonte Nova, Salvador (BA) Bahia: Danilo Fernandes, Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick de Lucca, Mugni (Daniel, aos 31’/2t) e Rodriguinho (Ronaldo, aos 36’/2t); Rossi, Raí Nascimento (Ramírez, aos 40’/2t) e Gilberto (Rodallega, aos 31’/2t). Técnico: Guto Ferreira. Atlético: Everson, Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Tchê Tchê, Nacho Fernández (Sasha, aos 22’/2t) e Zaracho (Igor Rabello, aos 36’/2t); Hulk, Eduardo Vargas (Nathan, aos 22’/2t) e Keno (Dodô, aos 40’/2t). Técnico: Cuca. Gol: Luiz Otávio (1-0, aos 16’/2t), Gilberto (2-0, aos 20’/2t), Hulk, de pênalti (1-2, aos 26’/2t), Keno (2-2, aos 28’/2t) (2-3, aos 32’/2t) Árbitro: Flavio Rodrigues (SP). Auxiliares: Marcelo Carvalho (SP) e Alex Ang (SP). VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP). Cartões amarelos: Mugni (BAH) e Arana, Sasha, Nathan (ATL)

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Saiba mais sobre o veículo