A Champions League de 2016 e sua final espanhola

Logo: Futebol na Veia

Futebol na Veia

Imagem do artigo: A Champions League de 2016 e sua final espanhola

A Champions League de 2015/16 é o tema da coluna Navegando pela La Fúria desta semana. A final de sua 61ª edição foi totalmente espanhola. Visto que foi disputada por Real Madrid e Atlético de Madrid, no San Siro, em Milão, no dia 28 de maio de 2016. Aliás, os Merengues conquistaram seu 11º título neste torneio nos pênaltis, após empate em 1 x 1 no tempo normal.

Além dos dois clubes, mais três espanhóis participaram: Barcelona, Valencia e Sevilla. O Barça foi até às quartas de final. Ao passo que os outros dois clubes se despediram da competição ainda na fase de grupos. Relembre como foi a campanha de cada um dos cinco espanhóis na Champions.

SEVILLA

O Sevilla foi um dos clubes do Grupo D, que também contou com Manchester City, Juventus e Borussia M’gladbach. Dessa forma, os dois primeiros seguiram na competição e os espanhóis terminaram em terceiro lugar, com seis pontos. A campanha contou com duas vitórias e quatro derrotas. Destaque para o 3 x 0 diante do clube alemão.

VALENCIA

O Valencia fez parte do Grupo H, que tinha também Zenit, Gent e Lyon. Os dois primeiros avançaram e o clube espanhol terminou em terceiro, com seis pontos. Dos seis jogos disputados, venceu apenas dois e perdeu os outros quatro. Assim sendo, as vitórias foram 1 x 0 diante do Lyon e 2 x 1 sobre o Gent.

BARCELONA

O Barça terminou a primeira fase com 14 pontos, na liderança do Grupo E, que também tinha Roma, a segunda equipe classificada, Bayer Leverkusen e BATE Borisov. A saber, o Barcelona terminou essa primeira etapa invicto. Já que, dos seis jogos disputados, venceu quatro e empatou os outros dois. Aliás, uma das vitórias foi o 6 x 1 diante da Roma.

Nas oitavas de final, o adversário foi o Arsenal. Assim sendo, o Barça avançou após vencer os dois jogos. Na ida, fora de casa, vitória por 2 x 0, com dois gols de Lionel Messi. Ao passo que na volta a vitória foi por 3 a 1. Os gols foram marcado pelo então trio MSN, Messi, Suárez e Neymar. Enquanto Mohamed El-Neny descontou para os ingleses.

ATLÉTICO DE MADRID

Com 13 pontos, o Atlético de Madrid fez a melhor campanha do Grupo C. O segundo classificado foi o Benfica. Além disso, também fizeram parte Galatasaray e Astana. O clube espanhol teve apenas uma derrota. Inclusive, o revés foi justamente contra o clube português, por 2 x 1, de virada. Por outro lado, a equipe goleou o Astana por 4 x 0.

Já nas oitavas, o adversário foi o PSV, da Holanda. Após dois empates sem gols, a decisão da vaga foi nas penalidades. A disputa também acirrada. Posto que o Atlético de Madrid avançou após bater a equipe holandesa por 7 x 8.

REAL MADRID

Os Merengues fizeram a melhor campanha, não só entre os espanhóis, mas de todos os clubes. A equipe terminou na liderança do Grupo A, com 16 pontos. Posto que, dos seis jogos, venceu cinco e empatou um. Também fizeram parte deste grupo, PSG, Shakhtar Donetsk e Malmö. O clube francês foi o segundo colocado e, em dos jogos contra o Real, empate em 0 x 0. Aliás, foi o Real Madrid que aplicou a maior goleada da edição: 8 x 0 sobre o Malmö.

Na fase seguinte, o adversário foi a Roma. Com duas vitórias, ambas por 2 x 0, o Real avançou. No jogo de ida, na Itália, Cristiano Ronaldo e Jesé Rodríguez marcaram os gols da vitória. Ao passo que, na volta, o português marcou novamente e o segundo gol foi marcado por James Rodríguez.

O PRIMEIRO EMBATE ESPANHOL NA CHAMPIONS: BARCELONA X ATLÉTICO DE MADRID

As equipes se encontraram nas quartas de final e o Atlético levou a melhor. No entanto, a disputa foi apertada. Visto que o Barça saiu na frente no jogo de ida, no Camp Nou. Assim sendo, venceu por 2 x 1, com dois gols de Suárez. Enquanto Fernando Torres descontou para os visitantes.

No jogo de volta, no Vicente Calderón, o Atlético de Madrid venceu por 2 x 0. Aliás, Antonie Griezmann foi o nome da partida. Já que, de pênalti, duas vezes, um em cada tempo, marcou os gols que garantiram a equipe na próxima fase.

AS SEMIFINAIS

O Real Madrid teve como adversário o Manchester City. No jogo de ida, realizado na Inglaterra, as equipes ficaram no empate sem gols. Posteriormente, no jogo de volta, o Real contou com o gol contra do brasileiro Fernando para vencer o City por 1 x 0, no Santiago Bernabéu.

O Atlético de Madrid teve o Bayer de Munique pela frente. Inclusive, avançou graças ao critério de gol fora de casa. Já que, na ida, venceu por 1 x 0, com gol de Saúl Ñíguez. E na volta, perdeu por 2 x 1, em Munique. Griezmann marcou o gol que garantiu a equipe na final da competição.

A FINAL ESPANHOLA DA CHAMPIONS: REAL MADRID X ATLÉTICO DE MADRID

A grande final da Champions foi disputada em jogo único, no Stadio Giuseppe Meazza, em 28 de maio de 2016. As equipes empataram em 1 x 1. Assim sendo, o Real Madrid saiu na frente logo no início, aos 15’, com Sergio Ramos. Ao passo que Ferreira-Carrasco deixou tudo igual, quase no fim.

Após a igualdade em tempo normal, e na prorrogação, a decisão foi nos pênaltis. E o Real foi o grande campeão ao vencer nas penalidades máximas por 5 x 3. Pelo Atlético de Madrid, Juanfran desperdiçou sua cobrança.

Foto destaque: Getty/Laurence Griffiths