A bola está com Marinho | OneFootball

A bola está com Marinho

Logo: Jogada10

Jogada10

A diretoria do Flamengo vendeu o xodó Michael ao Al-Hilal, da Arábia Saudita, mas agiu rápido e trouxe Marinho, um dos nomes em destaque do futebol brasileiro nas últimas temporadas. O atacante do Santos chega ao time rubro-negro e tem condições de brigar pela posição de titular.

Seis anos mais novo do que Marinho, Michael fez um ótimo 2021, foi decisivo em várias partidas e conquistou a torcida, após participações de certa forma decepcionantes na primeira temporada no clube, em 2020. Marinho foi o oposto: brilhou em 2020 e, prejudicado por lesões, não manteve o nível no ano passado.

A dúvida é se a “troca” de atacantes será benéfica ou prejudicial ao Flamengo. Michael jogava melhor pelo lado esquerdo e dava vitalidade e velocidade ao time, muitas vezes desequilibrando com dribles sistemas defensivos adversários. Mas não finalizava tão bem.

Marinho rende melhor atuando pela direita, ou até centralizado, e tem na visão de jogo, na finalização de perna esquerda e nas cobranças de falta as suas principais virtudes. No entanto, vem sofrendo um pouco com lesões. Em forma, vai trazer pressão a Everton Ribeiro e aumentar a concorrência no setor.

Se Marinho terá no Flamengo o mesmo sucesso que alcançou em outros clubes, não é possível cravar. No time rubro-negro a concorrência, o nível de exigência e a pressão são bem maiores, e ele terá que se adaptar a isso. A única certeza é que a diretoria agiu rápido e bem na substituição a Michael. Agora, a bola está com Marinho.

*As opiniões contidas nesta coluna não refletem necessariamente a opinião do site Jogada10

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Saiba mais sobre o veículo