7 vezes Manchester City! Com solidez defensiva e novos protagonistas, os Citizens conquistam a Premier League

Logo: Esporte News Mundo

Esporte News Mundo

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fesportenewsmundo.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2021%2F05%2Fman-city-1.jpg&q=25&w=1080

Depois de terminar 18 pontos atrás do Liverpool na temporada passada, o Manchester City superou um começo morno de campeonato e conquistou a Premier League pela terceira vez nas ultimas quatro edições, com uma equipe marcada pelo aspecto defensivo e a consolidação de João Cancelo, Ruben Dias, Gundogan e Phil Foden, dentro da estrutura de Pep Guardiola.

O COMEÇO DE TEMPORADA

Depois de não conseguir acompanhar a disputa do título com o Liverpool até as rodadas finais, se esperava uma forte resposta do Manchester City no começo da temporada, o que não aconteceu. Com muitos problemas defensivos e uma recomposição muito falha, o time azul de Manchester deixou 12 pontos pelo caminho, nas 10 primeiras rodadas da competição, com derrotas pesadas para Leicester e Tottenham incluídas nessa sequencia.

Tudo parecia estar indo para um caminho complicado e uma temporada ainda mais difícil que a anterior estava se desenhando, mas tudo começou a mudar no dia 28/11/2020, quando a equipe venceu o Burnley, em casa, por 5 a 0. O resultado em si não diz muita coisa, acaba sendo até o esperado, mas alguns acertos que o Guardiola teve naquela partida, se estenderam por toda temporada. O recém chegado Ruben Dias como dupla de zaga com Stones e a parceira entre Rodri e Gundogan formando uma dupla de volantes, com o City passando do 4-3-3 para o 4-2-3-1.

A SÉRIE INVICTA

O bom acerto coletivo e a vitória confortável contra o Burnley representaram um momento de mudança dentro do City, que encaixou na sequencia uma série invicta de 17 partidas dentro da Premier League, com 15 vitórias e 2 derrotas. Entre adaptações, lesões e rotação do elenco, alguns pontos sempre estiveram em destaque no período:

1 – Ruben Dias. O zagueiro português chegou e se adaptou com enorme facilidade ao ritmo de jogo da Premier League, ajustando o sistema defensivo do time e ajudando os comandados de Guardiola a se transformarem no sistema defensivo mais sólido de toda a europa.

2 – O bom trabalho de Gundogan gerando jogo, oferecendo fluidez ofensiva a equipe e pisando bem mais na área, se transformando num jogador com gols importantes e que recebeu dois prêmios de jogador do mês nesse periodo.

3 – O brilho esporádico de Cancelo, Mahrez e Foden. Em momentos diferentes, esses 3 jogadores viveram excelentes sequencias de jogos, com o primeiro se destacando muito pela capacidade de construir por dentro quando escalado na esquerda e oferecer profundidade quando na direita. Já Mahrez traz o drible, a capacidade do improviso e teve seu brilho bem acentuado em certo momento. Por fim, Phil Foden. O jovem pedia por mais minutos, recebeu e esteve a altura. Inteligente, focado, técnico. Trouxe dinâmicas novas a equipe e subiu de patamar na carreira mesmo tão jovem.

Se o sistema defensivo preocupou no inicio da temporada, na fotografia geral do que foi o 2020/2021 do Manchester City, acredito que está equipe ficará marcada como o melhor desempenho defensivo da carreira do Guardiola e essa solidez da defesa, permitiu ao City ir gerindo todas as competições que estava disputando e a realização de uma temporada que poderá acabar sendo histórica para o grupo, os donos e os seus torcedores.

SETE VEZES MANCHESTER CITY

Depois da série invicta, existiram ainda mais 3 derrotas na campanha dos azuis de Manchester, mas a conquista nunca esteve ameaçada e a confirmação aconteceu sem que a equipe precisasse entrar em campo, com o Manchester United tropeçando contra o Leicester na abertura da rodada 36. Esse é o sétimo título inglês da história do clube, que agora se junta ao Aston Villa como a quinta equipe com mais conquistas na história do Campeonato Inglês.

Time base: Ederson; Walker, Dias, Stones e Cancelo; Rodri e Gundogan; Foden, De Bruyne e Mahrez; Jesus.

Artilheiros: Gundogan com 12 gols, Sterling com 10 gols, Mahrez com 9 gols, Gabriel Jesus com 8 gols e Foden com 7 gols.

Jogadores com mais partidas: Ederson com 34, Rodri com 31, Ruben Dias com 30 e Sterling com 29.

Saiba mais sobre o veículo